muitas histórias.

droneAR: A fotografia numa nova perspectiva !

Não resisti por muito tempo à tentação de adquirir um drone. Primeiro veio o interesse diante de tantas imagens belíssimas produzidas com um deles nos vários documentários que gosto de assistir. Depois veio o estudo, a pesquisa por um modelo que fosse adequado ao meu perfil de usuário: um fotógrafo que adora viajar e registrar os lugares por onde passou. Teria que ser bem portátil, fácil de pilotar e claro,  “caber no meu bolso” (trocadilho infame). Foi então que descobri um modelo da DJI chamado SPARK. Assisti dezenas de tutorias no Youtube e parti para a aquisição. Superou minhas expectativas ! No vídeo a seguir vocês podem constatar o quanto este “pequeno notável” não deixa a desejar em relação aos drones de grande porte. Sim há limitações quanto à qualidade da imagem, que é HD, mas não 4K, porém o propósito dele é ser um selfie-drone ! Aquele parceiro de aventuras que você saca rapidamente da mochila, voa e faz boas imagens. Pouco a pouco vc toma intimidade com os comandos, relaxa e começa a deixar fluir seu olhar fotográfico. O local escolhido para esta primeira produção fica em Santa Catarina, mais especificamente na praia do Santinho em Floripa. O fotógrafo agora tem asas em sua câmera (minha logomarca criada há 6 anos teria sido uma premonição ? Rs). Eu aguardo a melhor luz, decolo, posiciono o Spark e começo a gravar. Diversão e contemplação ! VOAR e FOTOGRAFAR …

Expedição Argentina e Chile: 22 dias, 12.000Km de Jipe, 4 países, e muitas estórias pra contar…

IMG_0346

 

DIA 1 – BH (26/12/2010).  Acordo por volta das 7 da manhã e depois de tudo embarcadado vou até a casa do Rogério. Às  9, após rápido café em uma padaria, pegamos a estrada. O objetivo era chegarmos ao Paraná ! Nem eu, nem meu parceiro havíamos encarado tantas horas de estrada. Daríamos conta do recado ? Foram 13 horas ! Estávamos em Curitiba, foram 1004 Km em que nos revezamos ao volante. Hotel confortável, ótimo banho, sandubas gigantes e uma merecida noite de sono.

DIA 2 – Curitiba a Uruguaiana. Depois da chuva em todo estado de São Paulo e do frio em Curitiba, o trajeto até Uruguaiana foi verão extremo ! O ar condicionado nos salvou. Foram 1300Km em mais de 14 horas de estrada. Nosso recorde até aqui. Almoço quase na divisa entre Santa Catarina e RGS. Um PF com grande variedade de carnes, arroz, macarrão, polenta e salada. Comemos pouco por motivos óbvios. Eu peguei o volante e Rogério adormeceu boa parte daquela tarde escaldante. Em Uruguaiana, um hotel razoável e a expectativa pela travessia da fronteira com a Argentina no dia seguinte.

Leia mais»

Senhor das águias

Carlos Leão é um especialista em falcoaria ou cetraria  que é a arte de criar e treinar falcões e outras aves de rapina para a caça. Em geral pode-se dizer que é uma caça de aves e pequenos mamíferos, praticada desde a Idade Média com falcões, que têm a capacidade de perseguir uma presa no ar ou no solo. Os vestígios e documentos sobre a falcoaria mostram que se tratava de um esporte aristocrático, do qual participavam reis e outros membros poderosos das cortes.

A falcoaria é uma arte milenar e com adeptos em todo o mundo. São muitos os motivos que levam as pessoas a procurar conhecer, treinar e manter falconiformes como animais de estimação. Já há algum tempo os falcoeiros são contratados para uma atividade muito interessante: ajudar na captura de aves que sobrevoam aeroportos colocando em risco a segurança das aeronaves. Em Belo Horizonte, o aeroporto da Pampulha implementou tal estratégia e reduziu em 27% os incidentes de colisões.

Leia mais»