Biossíntese 5 – Sucessão Ecológica

Aula de ECOLOGIA sobre o tema SUCESSÃO ECOLÓGICA gravada na Serra da Moeda entre os municípios de Brumadinho e Nova Lima – MG. Além de servir como revisão do conteúdo visto em sala de aula a oportunidade de mostrar aos estudantes as etapas do processo em um ecossistema natural melhora muito a fixação dos conceitos.

Land Rover Defender : Uma paixão !

 

Tudo começou em 1947 com Maurice Wilks, designer chefe da Rover Company, motivado pela vontade de ter em sua fazenda um veículo versátil, capaz de atuar como um todo terreno e um trator leve. Wilks desenhou na areia da praia seu primeiro esboço, o qual batizou de Land (terra em inglês) Rover. Os rabiscos lembravam linhas de um Jeep americano da segunda guerra que ele havia usado num verão em sua casa de campo no País de Gales. Em seguida, mostrou o projeto ao seu irmão Spencer, conselheiro na Rover Company. O primeiro protótipo foi montado sobre o chassi e eixos de um Jeep e recebeu o apelido de “Centre Steer” (volante central). Os irmãos Wilks, optaram por construir o modelo em alumínio, já que havia uma grande escassez de aço no Reino Unido naquela época pós-Segunda Guerra Mundial. Além disso, o alumínio permitiria que o veículo não só fosse bastante leve, como também muito resistente à corrosão. A escolha inicial de cor foi pelo excedente de tinta utilizada nos cockpits de aeronaves, em tons de verde. Assim, o Série I foi lançado em 1948 como um veículo de trabalho com preço atraente (para a época). Mesmo assim, somou apenas 1.758 unida­des vendidas em seu primeiro ano. Em compensação, no segundo atingiu 12.395 veículos e, em 1950, teve 16.795 carros comercializados. O sucesso foi tão grande que até o exército britânico decidiu adquirir os valentes modelos Land Rover. Em 1958, surgiu o Série II, que deu lugar, em 1970, ao Série III. Desde 1990, porém, o modelo ganhou um nome: Defender, com o qual tornou-se, definitivamente, um ícone.

UM POUCO DE EMOÇÃO
Um ícone que é sinônimo de robustez e confiabilidade. Muitos carros te levam aonde você quer, mas só um Land Rover te traz de volta. Um carro que mantém a marca de ter aproximadamente 70% dos veículos fabricados ainda em funcionamento, números que tendem a aumentar dado o elevado número de amantes e restauradores. Um carro que serviu, serve e ainda servirá por muito tempo entidades como a ONU, as forças armadas e tantas outras. Um carro que une as pessoas, que gera uma enorme quantidade de amigos, que mesmo sem se conhecer ao cruzar com outra viatura na estrada acena, dá sinal de luz e cumprimenta com uma piscada de farol. Um carro que com a mesma configuração vai para a trilha, vai para o shopping (só naqueles em que o estacionamento é mais alto), e leva uma noiva ao casamento. Um carro que faz o interessado a comprar um apartamento ir primeiro avaliar a garagem. Se o carro couber, ele avalia o resto… senão nem entra. Um carro que onde você para, esteja ele bem sujo ou bem limpo, sempre aparece alguém pedindo autorização pra tirar uma foto. Um carro que literalmente te leva do Oiapoque ao Chuí, ou melhor, do Ushuaia ao Alaska, de Iquique ao Japão. Muitos são hoje os viajantes desbravando este mundão, seja de Tdi, Td5, Puma, V8, etc. Um carro que une a família, mas se em falar em vender, está instaurada a guerra. Um carro que, ou se ama, ou se odeia. Um carro que quem tem um e gosta, quer ter mais. Em resumo, uma PAIXÃO.
Um carro que tem nome, humor, sentimos falta, falamos dele como falamos de alguém da família. Um carro duro, pouco confortável, um desajeitado, um monstro adorável. Bonito e feio, bom e ruim, fora de época e a frente de seu tempo. Um carro cheio de contradições, assim como nós. Talvez por isso, seja tão especial. Um pet gigante, uma sala onde se pode entrar com os pés cheios de areia, subir no teto… um playground que nos lembra sempre que a vida deve ser simples, sem poréns e cheia de pequenas e grandes aventuras.

Um carro que ao ser anunciada a paralização de sua fabricação gerou tantos pedidos que obrigou a fábrica a postergar a interrupção para poder dar conta de tal demanda. Um carro que só valorizou depois do anúncio da cessação da produção. Um carro que quem tem sabe exatamente do que estamos falando. Portanto, cuidemos de nossas “viaturas”, torçamos para que ela volte um dia a ser produzida e que mais e mais pessoas possam ter o prazer de guiar UMA LENDA.

TEXTO EXTRAÍDO de  http://www.landclubbrasil.com/

LAND ROVER BRASIL 2017 BARRETOS

O Land Clube Brasil, que reúne proprietários de veículo Land Rover, realizou de 7 a 10 de setembro/17, em Barretos, o seu 9º Encontro nacional, no Parque do Peão, com o apoio da Prefeitura de Barretos, por meio da Secretaria Municipal de Turismo.

No dia 7 aconteceu a abertura, com a chegada dos participantes, abertura dos estandes e solenidade oficial, às 17h, além de jantar na Queima do Alho. No dia 8, sexta-feira, a programação durou o dia todo, com workshop, pista de off-road, circuito arena, parque tour, feira comercial e gastronômica. A noite tem show com o grupo Pearl Jam Cover, marcado para 20h.

No dia 9, sábado, o destaque da programação é a reunião, às 13h, no estacionamento do Parque do Peão, com cerca de mil veículos Land Rover, meta para tentar entrar para o Guinnes Book, o livro de recordes. A noite teve show com U2 Limeira. No domingo, dia 10, aconteceu o encerramento, previsto para meio dia.

A galeria de imagens produzida por mim durante o evento está disponível aqui ! Basta clicar sobre a imagem abaixo !

Land Rover Brasil 2017 - Barretos

Expedição Serra do Rio do Rastro e Serra da Serpente: Mototurismo, aventura e amizade !

 

O grupo de motociclistas de BH, SENTA A PÚA,  realiza sua primeira aventura de mototurismo em território nacional com 7 integrantes. A escolha não poderia ser outra senão as emblemáticas SERRA DO RIO DO RASTRO E RASTRO DA SERPENTE.

Se há no Brasil algum lugar que inspire qualquer motociclista a fazer uma viagem daquelas que ficam marcadas para sempre na memória, esse lugar é, sem dúvida, a Serra do Rio do Rastro. Essa estrada liga Lauro Müller a Bom Jardim da Serra e São Joaquim e faz parte da região turística das Serras Catarinenses, terra privilegiada pela natureza, tanto pelo relevo e rios quanto pela vegetação serrana exuberante.

A parte espetacular da estrada tem apenas 6,6 km de extensão, mas faz a viagem valer a pena. Num espaço de pouco mais de 8 km lineares, sobe-se aproximadamente 670 metros, chegando-se aos 1.421 metros acima do nível do mar (altitude do mirante).

Como apaixonados pelo mototurismo, não poderíamos deixar de “serpentear” numa das estradas mais cobiçadas pelos motociclistas, as rodovias SP-250 e BR-476, que ligam os estados de São Paulo e Paraná, esse trecho tem o apelido de Estrada Rastro da Serpente.

A Estrada da Serpente inicia no município de Capão Bonito-SP, seguindo por Guapiara-SP, Apiaí-SP, Ribeira-SP, Adrianópolis-PR, Bocaiúva do Sul-PR e finalizando em Curitiba-PR. Estas rodovias juntas, tem a extensão de 261km de curvas e belas paisagens, que merecem respeito e muita atenção. São mais de 1.200 curvas e muitas delas bem fechadas.

O grupo se dividiu em duas equipes. A primeira com dois integrantes (Alessandro e Nelson) saiu de BH no dia 10/08/17 e realizou um trajeto que incluiu as cidades de ATIBAIA SP, MORRETES PR ( Estrada da Graciosa) e IMBITUBA SC. Na praia de Imbituba o segundo grupo (Romero e Ariane, André e Ivan) se une ao primeiro e seguem juntos para Lauro Muller SC. De lá partem para a Serra do Rio do Rastro até Lages. Depois seguem para Sorocaba PR e de lá para BH.

Todos chegam juntos no dia 15/08/17. Foram mais de 3.400 Km rodados. uma aventura e um grande desafio, pois metade do trajeto aconteceu com temperatura média de 15 graus e muita chuva !

 

SENTA a PÚA !

Sunset Moeda

A rampa de decolagem da Serra da Moeda em Brumadinho, distante 30 Km de BH, é um local privilegiado para voar no fim de tarde. O pouso em um campo de futebol proporciona uma vista deslumbrante para oeste, morada do pôr do sol mais lindo da região !

Biossíntese 4 – Pteridófitas e líquens

A série Biossíntese chega ao seu episódio 4. Enquanto caminho pela margem da Lagoa dos Ingleses a cada passo encontro a oportunidade de apresentar os grandes grupos vegetais ! No episódio 2 os pinheiros me ajudam a contar como as Gimnospermas tornam-se independentes da água do ambiente para a reprodução. Pouco mais adiante é a vez de conversarmos sobre o sucesso evolutivo das Angiospermas, o episódio 3 é o mais longo de todos e justifica-se, pois esse grupo inovou com as flores atrativas e os frutos. Fechamos nossa jornada bem próximos da água, em um barranco crescem samambaias. O primeiro grupo vascularizado de plantas. O aumento do porte é uma vantagem que será discutida neste episódio !

NAMASTÉ

Biossíntese 3 – As Angiospermas

A série BIOSSÍNTESE apresentada aqui busca revelar em imagens um pouco da biologia tratada em sala de aula. Um passeio ao ar livre que nos permite de forma objetiva conectar a teoria com a prática. A biologia ao alcance de todos nós, bastando um olhar treinado a “VER” pelo caminho conteúdos do programa dos vários vestibulares e ENEM.

Biossíntese 2 – As Gimnospermas

A série BIOSSÍNTESE apresentada aqui busca revelar em imagens um pouco da biologia tratada em sala de aula. Um passeio ao ar livre que nos permite de forma objetiva conectar a teoria com a prática. A biologia ao alcance de todos nós, bastando um olhar treinado a “VER” pelo caminho conteúdos do programa dos vários vestibulares e ENEM.

Biossíntese 1 – Líquens e Briófitas …

A série BIOSSÍNTESE apresentada aqui busca revelar em imagens um pouco da biologia tratada em sala de aula. Um passeio ao ar livre que nos permite de forma objetiva conectar a teoria com a prática. A biologia ao alcance de todos nós, bastando um olhar treinado a “VER” pelo caminho conteúdos do programa dos vários vestibulares e ENEM.

Sentando a Púa em Lavras Novas de Quadriciclos !

Os amigos sentapuenses reúnem-se para mais um passeio. O destino é a cidade de Lavras Novas, mas diferente de outras vezes agora todos trocarão suas motos por quadriciclos. As trilhas da Estrada Real, cachoeiras, muita lama e alegria na comemoração dos 2  anos de grupo SENTA A PÚA !

Sentando a Púa de Quadriciclos em Lavras Novas ! from Alessandro Tocafundo on Vimeo.