Sunset Moeda

A rampa de decolagem da Serra da Moeda em Brumadinho, distante 30 Km de BH, é um local privilegiado para voar no fim de tarde. O pouso em um campo de futebol proporciona uma vista deslumbrante para oeste, morada do pôr do sol mais lindo da região !

Biossíntese 4 – Pteridófitas e líquens

A série Biossíntese chega ao seu episódio 4. Enquanto caminho pela margem da Lagoa dos Ingleses a cada passo encontro a oportunidade de apresentar os grandes grupos vegetais ! No episódio 2 os pinheiros me ajudam a contar como as Gimnospermas tornam-se independentes da água do ambiente para a reprodução. Pouco mais adiante é a vez de conversarmos sobre o sucesso evolutivo das Angiospermas, o episódio 3 é o mais longo de todos e justifica-se, pois esse grupo inovou com as flores atrativas e os frutos. Fechamos nossa jornada bem próximos da água, em um barranco crescem samambaias. O primeiro grupo vascularizado de plantas. O aumento do porte é uma vantagem que será discutida neste episódio !

NAMASTÉ

Biossíntese 3 – As Angiospermas

A série BIOSSÍNTESE apresentada aqui busca revelar em imagens um pouco da biologia tratada em sala de aula. Um passeio ao ar livre que nos permite de forma objetiva conectar a teoria com a prática. A biologia ao alcance de todos nós, bastando um olhar treinado a “VER” pelo caminho conteúdos do programa dos vários vestibulares e ENEM.

Biossíntese 2 – As Gimnospermas

A série BIOSSÍNTESE apresentada aqui busca revelar em imagens um pouco da biologia tratada em sala de aula. Um passeio ao ar livre que nos permite de forma objetiva conectar a teoria com a prática. A biologia ao alcance de todos nós, bastando um olhar treinado a “VER” pelo caminho conteúdos do programa dos vários vestibulares e ENEM.

Biossíntese 1 – Líquens e Briófitas …

A série BIOSSÍNTESE apresentada aqui busca revelar em imagens um pouco da biologia tratada em sala de aula. Um passeio ao ar livre que nos permite de forma objetiva conectar a teoria com a prática. A biologia ao alcance de todos nós, bastando um olhar treinado a “VER” pelo caminho conteúdos do programa dos vários vestibulares e ENEM.

Sentando a Púa em Lavras Novas de Quadriciclos !

Os amigos sentapuenses reúnem-se para mais um passeio. O destino é a cidade de Lavras Novas, mas diferente de outras vezes agora todos trocarão suas motos por quadriciclos. As trilhas da Estrada Real, cachoeiras, muita lama e alegria na comemoração dos 2  anos de grupo SENTA A PÚA !

Sentando a Púa de Quadriciclos em Lavras Novas ! from Alessandro Tocafundo on Vimeo.

Bernoulli no Caraça

Álbum de fotos

Brumas da Moeda …

A face oeste da rampa de vôo-livre da Serra da Moeda em BH é voltada para o vale do rio Paraopeba. No inverno, um fenômeno raro pode ocorrer: um enorme tapete de nuvens baixas o cobre por completo. Tive não só o privilégio de testemunhar este espetáculo como também de registrá-lo ao longo de 80 minutos. A técnica utilizada foi o TIME-LAPSE. A cada 10 segundos a câmera fotografou a cena. Ao todo foram 180 fotos que ao serem apresentadas em um curto intervalo de 16 segundos mostram o descortinar das nuvens revelando todo o vale. Em seguida, para a composição final do vídeo busquei o início de uma música composta por Marco Antônio Araújo. Instrumentista mineiro. Vejam, ouçam e VOEM !!!

Brumas da Moeda from Alessandro Tocafundo on Vimeo.

Ensino Biologia e aprendo TECNOLOGIA !

Era 2013 numa sala do terceiro ano do colégio MARISTA DOM SILVÉRIO. O assunto da aula: PONTO DE COMPENSAÇÃO FÓTICA. Enquanto eu desenha no quadro e explicava o comportamento das plantas em função da luminosidade ao longo do dia fiz um comentário: seria bacana se os desenhos fossem animados. Com movimento ficaria bem mais fácil de vcs entenderem o mecanismo ! Foi então que um dos alunos, Guilherme Vieira, um expert em computação, disse: acho que dá pra fazer ! Semanas mais tarde recebo de presente a animação que compartilho aqui. PERFEITA ! Guilherme foi detalhista:

  • As letras F (fotossíntese) e R (respiração) colocadas lado a lado revelam que ambos os processos acontecem simultaneamente em plantas iluminadas
  • O movimento do SOL reflete a intensidade luminosa disponível no ambiente. Baixa, próxima da linha do horizonte e Alta no meio da tela sobre a árvore
  • Observe que a letra F (fotossíntese) muda de tamanho à medida que o SOL move-se. Isto indica que há uma relação direta entre a luminosidade e a taxa fotossintética
  • A letra R (respiração) permanece do mesmo tamanho. A luminosidade não interfere na taxa respiratória que permanece constante ao longo do dia
  • Se (F) < (R) as trocas gasosas com o ambiente serão as da respiração, pois é preciso ABSORVER O2 para complementar a produção interna que é baixa, além de LIBERAR o CO2 excedente não utilizado pela fotossíntese e produzido pela respiração
  • Se (F) = (R) NÃO HÁ TROCAS GASOSAS com o ambiente, pois a quantidade de LUZ disponível permite que FOTOSSÍNTESE e RESPIRAÇÃO sejam COMPENSADAS entre si. Não sobra ou falta nenhum dos dois gases, O2 e CO2
  • Se (F) > (R) as trocas gasosas serão as da fotossíntese, pois há produção de O2 para garantir a respiração com sobra que será eliminada. O CO2 é insuficiente e portanto deve ser absorvido da atmosfera para complementar o produzido pela respiração
  • Note que ao longo do dia por DUAS VEZES a quantidade de luz disponível faz com que a planta chegue ao PCF (Ponto de Compensação Fótica). As letras estão do mesmo tamanho e a planta NÃO TROCA GASES com o ambiente

Eu adorei o resultado. Agradeci muito ao Guilherme pela gentileza e dedicação. Hoje ele cursa engenharia na UFMG. Utilizo frequentemente esta animação gráfica e tenho convicção que a TECNOLOGIA é forte aliada na aprendizagem.